Fases da vida profissional

Chega um momento na vida profissional que sentimos a necessidade de mudar os rumos de nossa carreira. Pode ser para ganhar mais, encarar outros desafios ou perseguir nossos objetivos. Mas isto não é fácil, não é possível conseguir tudo de um dia para o outro. Analisando alguns pontos podemos tomar esta decisão de uma forma melhor. Confira algumas decisões que tomei em minha carreira baseado em alguns artigos do Max Gehringer.

Qual a hora certa?
Esta é uma pergunta que deve ser analisada de acordo com a fase da vida em que estamos. Eu com meus 22 anos encontro-me na primeira fase da vida profissional que vai até os 25 anos onde o profissional pode tentar mostrar sua insatisfação com o emprego atual e através de suas qualidades buscar uma promoção ou arriscar um novo emprego. É uma fase de tentativa e risco.

Nos meus primeiros empregos quando a insatisfação chegou à falta de experiência e maturidade me fez trocar de emprego muito rapidamente, mas com o passar do tempo constatei que agora antes de trocar de empresa devo buscar as condições para me sentir satisfeito na empresa em que atuo.

Recentemente percebi que na empresa onde estou a metodologia de trabalho podia ser melhorada. Corri atrás de vídeos e cases de empresas de sucesso do mesmo ramo e descobri novas metodologias e encaminhei minha ideia para todos os gerentes e o presidente da empresa. Para minha felicidade todos aprovaram a ideia e já estamos trocando toda a metodologia de trabalho da empresa. Ou seja, mostrar minha insatisfação através de uma solução se tornou uma porta para novos desafios e quem sabe uma promoção.

A segunda fase que vai dos 26 aos 40 anos é a fase onde os anos de estudo e preparação se somam à experiência. Se oportunidades não estão sendo oferecidas para você nesta fase de sua vida profissional é sinal de que o que você precisa não é de uma nova empresa e sim de uma nova postura.

Pensando nesta fase da minha vida, estou sempre me aprimorando através de cursos e estudando sozinho, um dos motivos pelos quais decidi fazer engenharia da computação e um curso de inglês.

Na terceira fase que começa aos 41 anos, sobrevivem aqueles que aproveitaram bem as oportunidades da segunda fase. Aqui é importante manter os pés no chão e avaliar bem antes de qualquer mudança.

Caso você troque de empresa lembre-se de cumprir seu aviso prévio como se fosse o seu primeiro mês na empresa, afinal quando pedimos demissão a última impressão é a que fica e sempre é bom deixar as portas abertas por onde passamos.

Espero que estas dicas te auxiliem a analisar sua carreira e que você tome as melhores decisões!

por Daniel Imamura,  formado como técnico de informática com ênfase em linguagens de programação e atualmente está cursando Engenharia da Computação no Centro Universitário FIEO em Osasco-SP. Atua como desenvolvedor web em uma agencia digital e além do Minha Carreira, marca presença em seu blog pessoal, o Blog do Imamura. Se quiser acompanhar suas twittadas, siga o @blogdoimamura.

Você tembém encontra textos de Daniel no site: http://www.minhacarreira.com/2010/04/15/fases-da-vida-profissional/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s